sábado, 21 de março de 2015

O QUE FAZER QUANTO TUDO PARECE IMPOSSÍVEL?


FONTE DA IMAGEM: Google - Pedro na Prisão.


TEXTO BÁSICO: Atos 12:1-11 - PARTE I


¶ E por aquele mesmo tempo o rei Herodes estendeu as mãos sobre alguns da igreja, para os maltratar;

E matou à espada Tiago, irmão de João.
E, vendo que isso agradara aos judeus, continuou, mandando prender também a Pedro. E eram os dias dos ázimos.
E, havendo-o prendido, o encerrou na prisão, entregando-o a quatro quaternos de soldados, para que o guardassem, querendo apresentá-lo ao povo depois da páscoa.
¶ Pedro, pois, era guardado na prisão; mas a igreja fazia contínua oração por ele a Deus.
E quando Herodes estava para o fazer comparecer, nessa mesma noite estava Pedro dormindo entre dois soldados, ligado com duas cadeias, e os guardas diante da porta guardavam a prisão.
E eis que sobreveio o anjo do Senhor, e resplandeceu uma luz na prisão; e, tocando a Pedro na ilharga, o despertou, dizendo: Levanta-te depressa. E caíram-lhe das mãos as cadeias.
E disse-lhe o anjo: Cinge-te, e ata as tuas alparcas. E ele assim o fez. Disse-lhe mais: Lança às costas a tua capa, e segue-me.
E, saindo, o seguia. E não sabia que era real o que estava sendo feito pelo anjo, mas cuidava que via alguma visão.
E, quando passaram a primeira e segunda guarda, chegaram à porta de ferro, que dá para a cidade, a qual se lhes abriu por si mesma; e, tendo saído, percorreram uma rua, e logo o anjo se apartou dele.
E Pedro, tornando a si, disse: Agora sei verdadeiramente que o Senhor enviou o seu anjo, e me livrou da mão de Herodes, e de tudo o que o povo dos judeus esperava.


Hoje, a título de introdução e para nossa reflexão, vamos destacar alguns fatos abaixo:

  • Existem situações em que pensamos que não podemos fazer nada. Todos os recursos se esgotaram. E quando isso nos acontece nos sentimos impotentes, paralisados, e uma espécie de letargia física, emocional e mental tomam conta de nós. Você já passou por isso? Eu Já.
  • No verso 4, olha o que escreve o doutor Lucas acerca de Pedro:E, havendo-o prendido, o encerrou na prisão, entregando-o a quatro quaternos de soldados, para que o guardassem, querendo apresentá-lo ao povo depois da páscoa.
  • Há momentos em nossas vidas em que nos encontramos com os pés e mãos amarrados. Pedro estava assim, preso e vigiado por dezesseis soldados. Não havia nada, absolutamente nada do ponto vista humano que ele pudesse fazer.
  • O destino de Pedro já estava selado. Herodes o prendeu no intuito de apresentá-lo ao povo para condená-lo e fazer exatamente como aconteceu com o Senhor Jesus, com Estevão e por último com Tiago (Vv1,2). Talvez pedro estivesse pensando que havia chegado ao fim da linha. Não via , nem se quer resquício de uma luz no fim do túnel. A multidão aguardava ansiosa ajuntando pedras para atacar o apóstolo. Mas embora estes fossem os planos de Herodes e do povo, Deus, em sua infinita graça e soberania, tinha um propósito fenomenal, sobrenatural, de antemão preparado para Pedro. A vós do rei e da multidão, nunca foi , como dizem, a voz de Deus. É bom lembrar que, no caso de Jesus, a mesma multidão que O seguia e que O aplaudia no chamado Domingo de Ramos, época de sua entrada triunfal em Jerusalém, era mesma que, na sexta - feira seguinte, respondendo à pergunta de Pilatos, respondia freneticamente: Crucifica-O, crucifica_O!!
Quando achamos que não podemos fazer nada, que tudo e todos estão contra nós, que o melhor que podemos fazer e nos preparar para o fim; é entregar os pontos, neste exato momento Deus faz exatamente como fez com Pedro. Ele entra com Suas Mãos poderosas e milagrosas nos livrando de todo mal. Quando não podemos fazer nada, DEUS PODE TUDO!


VOCÊ JÁ USOU TODAS AS SUAS ESTRATÉGIAS, JÁ TENTOU DE TUDO?


Vamos agora, através da Palavra aprendermos que em situações onde tudo parece impossível, onde não há mais recursos, pois todos já se esgotaram, Deus nos faz passar por três fazes importantes para obtermos a vitória:

1 - FASE DE VOLTA AOS PRINCÍPIOS

Deus está te guardando: v.5  Pedro, pois, era guardado na prisão; mas a igreja fazia contínua oração por ele a Deus.


Essa era a segunda prisão de Pedro. A morte era a única certeza que Pedro Tinha, pois João e Tiago já haviam sido martirizados pelos mesmos motivos. Pedro, como humano, pensava, quem sabe assim... ora se Deus permitiu que fossem mortos, irá permitir que aconteça comigo também, afinal, eu não sou melhor do que eles. Pedro não sabia que os pensamentos do homem não são os pensamentos de Deus, que a lógica humana não é a lógica de Deus.

Tanto a Igreja como  o próprio Pedro achavam que isso estava acontecendo com ele por pura maldade de Herodes. Sabemos que Pedro estava guardado pela melhor guarda de Herodes. Ninguém podia entrar ou sair daquele lugar. A condenação de Pedro era esperada pela multidão histérica ao amanhecer. A multidão sanguinária, aguardava ansiosamente pelo dia seguinte, o que ela não sabia era que A NOIVA DO CORDEIRO ESTAVA EM CONTÍNUA ORAÇÃO.

Agora , vamos fazer uma APLICAÇÃO em nossas vidas: