quinta-feira, 14 de maio de 2015

O QUE ACONTECE QUANDO NÃO DAMOS ATENÇÃO PORQUE O PROBLEMA NÃO É NOSSO?

VEJA O QUE ACONTECE QUANDO NÃO DAMOS IMPORTÂNCIA, SIMPLESMENTE PORQUE ACHAMOS QUE O PROBLEMA NÃO É O NOSSO E OS OUTROS QUE SE DANEM; POIS AFINAL, DE QUEM E O PROBLEMA?


Querido leitor, graça e paz!
FONTE DA IMAGEM: Google (Blog acordabrasil)
Outro dia estava cultuando ao Senhor e de repente em meio a mensagem o pastor começou a contar a ilustração, que passo a seguir, com algumas considerações. Eis aí o tema: "UMA RATOEIRA NA FAZENDA"
FONTE DA IMAGEM:GOOGLE
Conta-se que certo dia um camundongo, olhando pelo buraco na parde, vê o dono da fazenda juntamente com a sua esposa abrindo um determinado pacote. Com certeza o ratinho na mesma hora começou a pensar em que tipo de comida poderia conter ali. A alegria, a imaginação fértil e a curiosidade duraram pouco, quando o bichinho descobriu que havia uma ratoeira armada a sua espera e de toda a sua família na fazenda.
O rato aterrorizado com a situação foi até o pátio da sede da fazenda e começou a advertir a todos: Olha pessoal, tem uma ratoeira na casa! Entretanto, veja o que aconteceu: a galinha, que estava cacarejando e ciscando, levantou a cabeça, coisa que sabe fazer muito bem quando ouve o pio do gavião, pois do contrário é tão pessimista que só olha para os pés, disse: Desculpe-me senhor rato, mas não há nada que eu possa fazer para lhe ajudar, embora entenda que trata-se de um grande e grave problema para o senhor e sua prole, mas não me prejudica em nada, na verdade não me incomoda nem um pouquinho. O rato, então foi até ao porco, e disse: tem uma ratoeira na casa! A resposta foi a mesma: desculpe-me senhor rato, mas não há nada que eu possa fazer. Em seguida, o rato foi , então onde estava a vaca e fez a mesma exclamação: tem uma ratoeira dentro de casa e todos estão correndo perigooooo!!! Ao que a vaca de pronto lhe respondeu: o que, senhor rato? Uma ratoeira? Por acaso estou em perigo? Claro que não! Olhe o meu tamanho. Olhe!!
O camundongo, então, voltou para a casa, triste, cabisbaixo, bem abatido, na maior depressão, para encarar, sozinho, a ratoeira do fazendeiro. Onde estão aqueles que sempre pensei ser meus verdadeiros amigos? Bem, eu fiz a minha parte, pensou o rato...Aconteceu que, ao escurecer, ouviu-se um ruido, como o de uma ratoeira quando pega a sua vítima. A fazendeira, ao ouvir o barrulho, saiu correndo, para ver o que havia pegado e armar novamente a sua armadilha, pois com certeza muitos ratinhos morreriam naquela noite. Pobre mulher, no escuro, ela não viu que a ratoeira havia pegado sim, uma cobra pela cauda, diga-se de passagem uma cobra daquela letais, cujo veneno quase sempre leva a óbito. A cobra picou a mulher. O fazendeiro, desesperado, levou-a imediatamente ao hospital, mas sabe como é, especialmente no Brasil ,e , em cidades pequenas, não há soro nem medicamentos suficientes para atender os pacientes e curá-los. A mulher, foi medicada, mas de forma ineficaz, como quase sempre acontece, embora os médicos até têm boa vontade,mas sabe como é a situação... O fato é que a mulher, nem ficou internada, voltou para casa com muita febre.
Ora, todo mundo sabe que quando uma pessoa fica com febre alta começa a delirar, fica muito fraca e abatida, e nestes momentos, o melhor alimento que pode existir é uma canja de galinha. O fazendeiro não titubeou, pegou a sua faca, foi lá no quintal e providenciou o ingrediente principal. E lá se foi a galinha. Como a febre cada vez aumentava mais e até sangue pelos poros  já estava saindo e cada vez a mulher piorava mais, os amigos, vizinhos e parentes vieram visitá-la. E agora, Como alimentar a todos? O fazendeiro não teve outra alternativa a não ser matar o porco.
A verdade é que o diagnóstico da mulher do fazendeiro continuava sinistro, a mulher não melhorou e acabou morrendo. Muita gente veio a funeral. O fazendeiro, coitado, para alimentar a todo aquele povaréu , foi lá e sacrificou a vaca.

Moral da estorinha. Assim, da próxima vez que você ouvir dizer que alguém está diante de um grande problema e acreditar que o mesmo não lhe diz respeito, lembre que, quando há uma ratoeira na casa, armada e com uma boa isca, toda a fazenda corre risco. 

Você tem amigos de verdade? Saiba que para tê-los,primeiro você tem que ser um verdadeiro amigo. A Bíblia diz que existem amigos mais chegados que irmãos. O fato é que a ilustração acima não está exatamente igual como o  pastor contou, mas o espírito da coisa é o mesmo: quanta falta de amor, carinho, companheirismo, compaixão, amizade verdadeira. Os "amigos" do rato, fazem-me lembrar dos "amigos" de Jó, do Sacerdote e do Levita da Parábola do bom samaritano. "Mui amigos", isso sim!!

Quantas pessoas já devem ter pensado... a miséria, as injustiças sociais não são problemas meus, meu futuro está garantido. Mas a verdade é outra. Hoje as drogas, os crimes, a violência, tem feito com que, quem pensou que nunca seria afetado, hoje, está preso por entre os altos muros de concreto e cercas elétricas, enquanto o poder paralelo está agindo as soltas e os presídios estão superlotados e não cabem mais ninguém e 
nem recupera ninguém. Estatísticas mostram que no Brasil morre muito mais gente que nos países que estão em guerra. Isso é uma vergonha, ou a colheita daquilo que foi plantado no passado.

O que o Brasil colhe hoje, é o resultado de uma grande semeadura feita no passado. "De quem é o problema?" Hoje a Bíblia se cumpre. A violência está em todas as classes sociais.As drogas permeiam por entre todas as classes. A vida está banalizada, não é mais respeitada. Até as coisas sagradas estão sendo profanadas, o bem virou mal e o mal virou bem. As escalas de valores estão invertidas. Ser honesto é ser bobo, ser esperto, enganador, dar nó em éter e esconder as pontas é o que vale. É como diz aquela famosa Lei do Gerson "VOCÊ TEM QUE LEVAR VANTAGEM EM TUDO". Mas eu pergunto: o que você pensa sobre o verdadeiro amor, sobre a verdadeira amizade? O que você pensa sobre a Carta do Apóstolo Paulo aos Cor no capítulo treze quando fala sobre o amor?

Ah, povo brasileiro, do mundo, ouvi-me !!! Acorda enquanto há tempo ainda e faça alguma coisa, pois a qualquer momento, aquilo que você pensou que não lhe atingiria, que não tinha nada a ver, tem sim, tudo a ver. Acorda!!! Pense na ilustração da ratoeira...

Até a nossa próxima mensagem...